Facebook, hoje Meta, se une à Integrare em busca de diversidade e inclusão

Atualizado: 25 de mar.




Para o Facebook, empresa hoje chamada Meta, diversidade, equidade e inclusão não são uma escolha. É o que nos conta Thais Silva, Sourcing Specialist e Supplier Diversity do grupo. Segundo ela, esses temas são o ponto central de tudo o que a empresa cria e faz. “O Programa de Diversidade e Inclusão de Fornecedores é apenas um reflexo do que nós, como empresa, praticamos em nossas rotinas diárias. Nossa missão é criar oportunidades de negócios para todos, incluindo fornecedores diversos”, conta.

Como parte de uma grande empresa digital, Thais reforça que as redes sociais são naturalmente ambientes que promovem a diversidade. No entanto, enfatiza que o desafio é fazer com que essas conexões diversas promovam, também, inclusão e equidade. De acordo com Thais, é importante que as empresas encontrem seu público e sua comunidade. “Quando as redes sociais desenvolvem ferramentas que facilitam que diversas empresas se autoidentifiquem por meio do status de propriedade de negócios, por exemplo “empresa de propriedade de pessoas negras”, também permitem que os clientes as encontrem mais facilmente e adquiram seus bens e serviços. Além disso, as ferramentas também permitem que os fornecedores compartilhem suas histórias diretamente com seus clientes, fora da publicidade e da mídia tradicional”, argumenta.

Thais ainda reforça a importância da parceria com a Integrare nesse processo. Ela conta que a Integrare atua como uma facilitadora de conexões e de treinamento de fornecedores. “Grandes corporações como a Meta estabelecem processos de compra de materiais e serviços, e é necessário garantir que esses fornecedores tenham portfólios claros e objetivos para competir quando surgirem oportunidades”, diz.

Por meio de produtos como o Facebook, o Instagram e o WhatsApp é possível que as empresas compartilhem seus serviços e produtos, conquistando cada vez mais espaço no mercado. “Como empresa, estamos trabalhando para fomentar a conversa de diversidade de fornecedores entre nossos colaboradores, identificando as oportunidades potenciais”, conta Thais.


A Entrevista


Thais, conte-nos um pouco sobre seu trabalho no Facebook e como a diversidade e a inclusão de fornecedores são trabalhadas pela plataforma?


Diversidade, equidade e inclusão no Facebook não é uma escolha, é um ponto central em tudo o que fazemos e criamos. O Programa de Diversidade e Inclusão de Fornecedores é apenas um reflexo do que nós, como empresa, praticamos em nossas rotinas diárias. Nossa missão é criar oportunidades de negócios para todos, incluindo fornecedores diversos.


Em sua visão, quais são hoje os principais desafios das redes sociais em relação à diversidade e inclusão de fornecedores?


As redes sociais são naturalmente ambientes que promovem a diversidade, mas o grande desafio é como transformar essas conexões em inclusão e também em equidade. É importante que as diversas empresas encontrem seu público e também a comunidade. Quando as redes sociais criam e desenvolvem ferramentas que permitem que diversas empresas se auto-identifiquem, seu status de propriedade de negócios por exemplo: (empresa de propriedade de pessoas negras) permite que os clientes (que procuram seu tipo de negócio) os encontrem mais facilmente e adquiram seus bens e serviços. As ferramentas também permitem que os fornecedores compartilhem suas histórias diretamente com seus clientes fora da publicidade e da mídia tradicional.


E dentro deste cenário, como você vê a parceria com a Integrare e as oportunidades dos projetos que podem ser desenvolvidos com os fornecedores da plataforma?


Nós realmente vemos a Integrare como um facilitador de conexões e também como uma empresa que ajuda no treinamento de fornecedores. Grandes corporações como a Meta estabeleceram processos de compra de materiais e serviços, e é necessário garantir que esses fornecedores tenham portfólios claros e objetivos para estarem prontos para competir quando surgirem oportunidades. A Integrare pode ajudar as corporações, identificando fornecedores que possam atender às necessidades atuais de serviços e ajudando a educar melhor os fornecedores sobre o que consideramos como diversidade de fornecedores; especificamente que está relacionada à propriedade da empresa e à estrutura acionária e não à composição do pessoal ou da força de trabalho.


Como o Facebook pode ajudar as pequenas empresas conduzidas por representantes de grupos sub representados?


Através de nossos produtos como Facebook, Instagram e Whatsapp, é possível para as empresas compartilhar seus serviços e produtos e ter cada vez mais espaço no mercado. Como empresa, estamos trabalhando para fomentar a conversa de diversidade de fornecedores entre os nossos colaboradores, identificando as oportunidades potenciais.


Thais Silva

Sourcing Specialist | Supplier Diversity